Resenha: "Persuasão" - Jane Austen

Foto de arquivo pessoal. Meu lindo presente da Ju <3



"Ao exercer, ainda que não intencionalmente, o poder de persuasão, quem o faz 'modifica' o curso da história, altera - acelerando ou detendo - a marcha do tempo.".
- Ivo Barroso (trecho da apresentação do livro).








Sinopse: O enredo deste empolgante livro gira em torno dos amores de Anne Elliot que se apaixonara pelo pobre, mas ambicioso jovem oficial da marinha, capitão Frederick Wentworth. A família de Anne não concorda com essa relação e a convence romper seu relacionamento amoroso. Anos após Anne reencontra Frederick, agora cortejando sua amiga e vizinha, Louisa Musgrove. "Persuasão" é amplamente apreciado como uma simpática história de amor, de trama simples e bem elaborada, e exemplifica o estilo de narrativa irônica de Jane Austen, sendo original por diversos motivos, entre eles, pelo fato de ser uma das poucas histórias da escritora que não apresenta a heroína em plena juventude. O romance também é um apanágio ao homem de iniciativa, através do personagem do capitão Frederick Wentworth que parte de uma origem humilde e que alcança influência e status pela força de seus méritos e não através de herança.
E eu que já era apaixonada pela história de "Orgulho e Preconceito", tive a alegria enorme de ser apresentada ao romance "Persuasão" pela minha querida gêmea Ju. Sim, a Ju que escreve aqui no blog. Foi ela quem me indicou o filme e, de quebra, ainda me deu o livro como presente de aniversário. Na época eu agradeci, mas vai aqui mais uma vez o meu imenso obrigada Ju, não só pelo presente, mas principalmente pela amizade linda que nasceu entre a gente! Como a gente brinca, poderíamos ser gêmeas separadas na maternidade tamanha a nossa afinidade de gostos, sentimentos, interesses, e como eu sei que encontros como esse que a vida nos proporciona não tem preço, registro aqui o meu carinho, viu?

E sobre "Persuasão", Malu, você não vai falar não? Então gente, antes de mais nada preciso dizer que esse é um livro fantástico, envolvente do início ao fim, e mais que isso, uma história que só veio a fortalecer em mim a certeza que tenho a respeito do poder que exercem sobre nós as palavras. Há quem não acredite, e mesmo duvide, mas o certo é que pelo menos até onde a minha pouca experiência alcança, eu posso afirmar que as palavras tem força, sim. Aliás, para mim essa é uma equação das mais simples. Fale, e o que você diz influenciará de alguma forma quem te ouve. Escreva, e tuas ideias modificarão um pouco dos que te leem. Assim, como o título já deixa bem claro, "Persuasão" é um romance que trata do quanto podemos ser influenciados pelo outro, e do quanto essa influência pode modificar a nossa vida.
Imagem: google
O enredo gira em torno da família Elliot, em especial de Anne, a filha caçula de Walter Elliot, baronete de Kellynch Hall. Em um momento precário no que diz respeito às finanças e ao sustento da família, o pai de Anne se ver forçado a alugar sua propriedade, Kellynch Hal e é, a partir desse momento, que se desenrola toda a trama da história. Isso porque o locatário da propriedade é o Almirante Croft, o cunhado de Frederick Wentworth (ex-pretendente de Anne). Há exatos sete anos Anne foi influenciada a rejeitar o casamento com Wentworth, que na época não passava de um jovem pobre que não se encaixava nas expectativas de um futuro promissor que a família desejava para a moça. Na verdade, Anne o amava, mas não teve a coragem necessária para resistir à pressão exercida por Lady Russel, uma viúva amiga da família que depois da morte da mãe de Anne assumira um pouco desses cuidados maternais para com ela e a irmã, Elizabeth.
"Começou a raciocinar para si própria e a tentar sentir menos oito anos; tinham-se passado quase oito anos desde que tinham desistido de tudo. Como era absurdo voltar a sentir a agitação que aquele espaço de tempo tinha banido para a distância e para o esquecimento! O que não teria acontecido em oito anos! Acontecimentos de todo o gênero, alterações, separações, mudanças - tudo, deve ter acontecido de tudo; o esquecimento do passado - como isso era natural, como era certo também! Era quase um terço da sua vida. Infelizmente, apesar de todo esse raciocínio, ela descobriu que, para sentimentos fortes, oito anos podem não ser praticamente nada. Agora, como é que ela poderia interpretar os sentimentos dele?"
É impossível, pelo menos o foi para mim, ler esse livro e não sentir uma pontada de revolta ao percebermos a generosidade de Anne para com a família, e o descaso com que esta a trata constantemente. Do mesmo modo, é humanamente impossível (desculpem a repetição da palavra) a gente não sentir o coração descompassar quando Anne descobre que Wentworth está de volta, e mais, está temporariamente na casa que até pouco tempo era a sua. Não mais um jovem pobre, Wentworth agora é um renomado Capitão da Marinha Inglesa, e apesar desse fato não importar para Anne, o coração da moça se vê abalado, uma vez que apesar do tempo transcorrido desde que ela o rejeitara, seu amor por ele permanece, mais vivo e mais forte que antes. A moça porém não alimenta esperanças, considera encerrada sua história com o Capitão e se contenta com o pensamento de que agiu visando o bem da sua família. Bom, muito boazinha ela na minha opinião...

Imagem: google
Gente, eu poderia falar e falar e falar sobre Anne e Wentworth, mas além do fato de eu já ter lido esse livro há algum tempo e alguns detalhes possivelmente terem me escapado da memória, não quero correr o risco de me empolgar e soltar os tais spoilers que só tirariam o prazer de vocês quando forem se deliciar com essa obra maravilhosa da Jane. O que posso dizer para finalizar essa atrevida resenha é que tudo em "Persuasão" é perfeito, desde a descrição dos ambientes onde se passam os acontecimentos, até a revelação dos sentimentos de cada personagem. Anne Elliot é uma jovem mulher que inicialmente renunciou ao homem que amava em função do amor que tinha pela sua família (que, sinceramente na minha opinião, não merecia tamanho sacrifício). Frederick Whentworth é um perfeito cavalheiro, capaz de manter viva a chama de um amor mesmo rejeitado. Juntos eles formam um dos casais insuperáveis na literatura mundial. Exagerei? Bom, é só minha opinião... rs O que posso dizer é que recomendo demais esse livro! E é isso... Beijo, gente!
"Não posso mais ouvir em silêncio. Preciso falar com você pelos meios de que disponho neste momento. Você partiu minha alma. Sou metade agonia, metade esperança. Não me diga que é tarde demais, que sentimentos tão preciosos foram-se para sempre. Ofereço-me para você de novo com um coração muito mais seu do que quando você quase o despedaçou há oito anos e meio atrás. Não se atreva a dizer que o homem esquece mais rápido do que a mulher, que seu amor morre mais cedo. Eu tenho amado somente você, mais ninguém. Injusto posso ter sido, fraco e ressentido também, mas nunca inconstante."
Ah, quem quiser, aqui o link do filme. :)   

Comentários

  1. Ownn Malu! Que lindo!
    Não precisa agradecer não! Espalhar Jane Austen pelo mundo é um favor que fazemos à humanidade!
    E dar esse livro para você foi uma imensa alegria para mim, assim como é ter você em minha vida neste momento!
    Então, obrigada também!
    E falar sobre "Persuasão" é falar quase que de mim mesma... Sou muito parecida com a Anne. Hoje talvez não seja mais tão boazinha quanto ela - apesar de ainda ser um pouco - mas já fui bem mais...Boba, ingênua...
    Já tive meu Wentworth, lindo, maravilhoso... Ficamos longe por exatos sete anos até podemos viver nossa história de amor, que foi eterna enquanto durou.
    Esse livro é maravilhoso. E não tem mais o que dizer.
    Quem já leu, leia de novo. Quem não leu, leia, porque é uma hisória de amor maravilhosa.
    Não sei ser imparcial ao falar de Jane Austen, então paro por aqui.
    Bjoss Malu.
    Amei a resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juuu! Agradeçamos à vida pelo nosso encontro, então! :)

      Pois é, como já disse na resenha, Persuasão é um livro fantástico, e mesmo tendo um quezinho bem pequeno da Lizzy em mim, não posso negar que é a Anne quem reflete de um modo quase perfeito os meus sentimentos. Tanto que enquanto lia o livro, foi inevitável não me reconhecer nos pensamentos e vontades dela... Enfim, amei a história e amei mais ainda o fato de ter sido você quem me apresentou a ela! :)

      Excluir
  2. Adorei a resenha, parabéns!
    Beijos,
    http://estantedaisaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!
      E seja sempre bem vinda ao nosso cantinho, Isabella!
      Beijos!

      Excluir
  3. Eu tenho muita vontade de ler algo da Jane Austen, ela parece ser uma escritora maravilhosa. Persuasão está na minha wishlist faz um tempinho, não vejo a hora de lê-lo. Parabéns pela resenha! Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Gabi! Sou fã de Jane Austen muito antes de ler os livros dela. Na verdade, o que me chamou a atenção para os seus romances foi o filme lançado em 2005, baseado em Orgulho e Preconceito. De lá pra cá, sou fascinada por essa história! O que posso te dizer além de leia? Leia, enfim! Você vai amar!
      Obrigada pela visita! Volte sempre! Beijos!

      Excluir
  4. Olá, parabéns pela resenha... se antes já tinha curiosidade de ler Jane Austen, agora vai definitivamente pra minha wishlist....
    lidosequeridos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabíola!
      Então, obrigada!!! Na verdade, acho que o livro merece uma resenha bem mais elaborada, mas fico contente que vc tenha gostado! E, sim, Jane Austen deve estar em toda wishlist! Leia e vc concordará comigo!
      Obrigada pela visita! Volte sempre! Beijos!

      Excluir
  5. Bela resenha, amo demais esse livro, tão singelo, delicado. Sofri, chorei e me emocionei junto com a Anne, e tem como não odiar aquele pai e aquela irmã? É sem dúvida um dos meus livros preferidos e já reli várias vezes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Angela!

      Obrigada pela visita e fico feliz que vc tenha curtido a resenha. Persuasão é um livro lindo, e resenhá-lo foi meio que um atrevimento de minha parte. :) Sabe, depois de Orgulho e Preconceito, esse é meu livro preferido da Jane! Amo demais!

      Beijos! Volte sempre!

      Excluir
  6. Adorei tua resenha, Malu, também acho que Anne e Whentworth um dos casais mais lindos da literatura <3
    Eu não canso de me surpreender com os livros de Jane Austen, são um mais perfeito que o outro.

    Beijos
    Tá rolando promoção de fim de ano lá no Blog, participa!
    Colecionando Primaveras
    Fanpage

    ResponderExcluir

Postar um comentário