#TAG: Livros opostos




Olá pessoal!

Como faz um tempinho que a gente não responde uma tagzinha e hoje surgiu um convite da Luanna Lima lá do grupo Coisas de Blogueiras que a gente participa, aqui estamos para responder a TAG Livros Opostos, que consiste em perguntas onde você deve dizer um livro e seu oposto, de acordo com o tema da pergunta. (Óbvio). Vamos lá então:

1. Primeiro livro da sua coleção/ Último comprado:

Malu:
Xiii, nem lembro! Mas é muito, muito provável que tenha sido um livro espírita o primeiro. E, quanto ao último, eu o recebi essa semana: "Uma longa jornada", do Nicholas Sparks. Já já tem resenha dele aqui no blog.  

Ju: Eu sei que o primeiro livro que eu ganhei foi “O Gato de Botas”, infantil, com uma frase por página e cheio de desenhos. Mas daqui da estante, acho que o mais antiguinho é um infantil chamado “Seu Arrogante”. E o ultimo que eu comprei foi “Outlander: A Libélula no Âmbar”, de Diana Gabaldon, que ainda não chegou.
           
2. Um que você pagou barato/ Um que pagou caro:

Malu: Gente, todos os meus livros foram presentes, acredita? O mais barato, acho que foi o "Minutos de Sabedoria", de Calos Torres Pastorinho. O mais caro, provavelmente foi "Outlander". Aliás, minha irmã deve ter desembolsado uma nota, porque ela me deu os dois primeiros de uma vez só!  

Ju: Paguei barato em “Um Perfeito Cavalheiro”, de Julia Quinn (8,00 na última Black Friday) e paguei caro no “Norte e Sul” de Elizabeth Gaskell.

3. Com protagonista homem/ Protagonista mulher:

Malu: "Como eu era antes de você" de Jojo Moyes. Desculpa galera, esse livro faz parte de mim, já, e o Will Traynor é, depois de Mr. Darcy e o Capitão Wentworth, o meu protagonista favorito. E, como sempre, "Orgulho e Preconceito" que traz a linda Elizabeth Bennet! Eu já disse que quero ser como ela quando eu crescer?

Ju: Homem: Harry Potter. Mulher, quase todos, mas escolho “O Mundo de Sofia”
       
4. Leu bem rápido/ Demorou para ler: 

Malu: "Se eu ficar", de Gayle Forman. Eu o li num piscar de olhos apesar de ter sido num pdf olhando pra tela do pc. Bom, e um que eu estou demorando pra ler - mas por pura curtição mesmo - é "Outlander - A viajante do tempo". Juro que estou com pena de terminá-lo, ok?

Ju: Li “Perdida”, da Carina Rissi, quase sem parar. E demorei para ler “A Casa das Orquídeas”, de Lucinda Riley
               
5. Com capa bonita/ Capa feia:

Malu: Dificilmente me deixo levar pela capa de um livro, mas a de "O ladrão de Almas", de Alma Katsu, não me deixou sossegar enquanto não li a sinopse da história e decidi de uma vez por todas que eu a queria enfeitando minha estante. Já a do livro "A escolha", de Nicholas Sparks, bom, eu sei que ela ilustra o ambiente onde se passa a história, mas, poxa, ela é muito sem gracinha.

Ju: As capas mais bonitas que eu tenho na estante são dos livros da saga do tigre, de Coleen Houck. Sendo que o mais bonito fica sendo “O Resgate do Tigre”, já que eu não tenho o primeiro da saga que é mais bonito que ele. E acho que a capa mais sem gracinha que eu tenho é de um livro chamado “O Adeus à Rainha”.

6. Um livro brasileiro / Um livro internacional:

Malu: "Senhora", de José de Alencar. Eu já o citei no TOP FIVE.  Pra mim não tem escapatória, ele é um, ou talvez o melhor livro brasileiro de todos os tempos. Já da literatura internacional, como eu já citei "Orgulho e Preconceito" numa resposta anterior, vou ceder a vez para "Persuasão": um livro lindo e envolvente do início ao fim.

Ju: Brasileiro: “A Marca de Uma Lágrima”, de Pedro Bandeira. Internacional, como já citei o Harry lá em cima, fico com “Orgulho e Preconceito”, de Jane Austen.

7. Um livro mais fino / Um mais grosso:

Malu: "Em algum lugar do passado". É um livro espírita, de mensagens e reflexões, psicografado por Divaldo P. Franco. Este é o mais fininho da minha estante. Já o mais grosso é "Outlander - A libélula no âmbar", de Diana Gabaldon. Gente, dá pra fazer levantamento de peso com ele. Sério!

Ju: Fino: “O Príncipe da Névoa”, de Carlos Ruiz Záfon. Grosso: “Os Astros Comandam o Amor”, de Linda Goodman.

8. Um livro de ficção / Um de não ficção:

Malu: A ficção mais perfeita que já li foi "O Código Da Vinci". Dan Brown foi simplesmente genial nesse livro! Agora um que eu lembrei e lamentavelmente ele cabe nessa resposta do "não ficção" é o livro "O Diário de Anne Frank".

Ju: A resposta tava escrita diferente aqui, mas os nomes dos livros são os mesmíssimos neste caso. Dan Brown faz, em "O Código DaVinci", a gente acreditar que tudo aquilo pode ser verdade. E "O Diário de Anne Frank", em toda sua realidade, só faz a gente desejar que tudo aquilo fosse mentira.

9. Um livro meloso / Um livro de ação:

Malu: Geeenteee! Como assim meloso? Eu gosto de romances, tá? Nada de frescura, mas romance. E, pra ser sincera, não lembro de nenhum que tenha me feito classificá-lo dessa forma. Huumm... Serei eu uma criatura melosa? rs Quanto ao livro de ação, vou citar "Anjos e Demônios", também do Dan Brown. Esse livro é de tirar o fôlego.

Ju: Meloso: “Em Busca das Borboletas”, de Margarida Pizarro (em breve resenha dele aqui). Ação: Trilogia Millennium, de Stieg Larsson. Principalmente o livro 2: “A Menina que Brincava com Fogo”. É ação do começo ao fim.

10. Um livro que te deixou feliz / Um que te deixou triste:

Malu: Bom, se o livro tem um final legal, geralmente me deixa feliz. Assim, vou citar o que me veio a memória agora porque o li recentemente. Sim, falo do "Acontece que eu te amo". Quando cheguei a última página, eu estava simplesmente sorrindo pro vento! rs Um livro triste? Eu poderia citar "Como eu era antes de você", por causa do aperto que ele deixou no meu peito ao longo de uma semana. Mas, vou dá o lugar ao "Meu pé de laranja lima", de José Mauro de Vasconcelos. É um dos livros mais triste que li até hoje.


Feliz: “Harry Potter e a Pedra Filosofal”. Esse livro me deixou feliz quando eu ganhei, me deixou feliz quando eu li, me deixou feliz quando virou filme, me deixou feliz por ter continuação, me deixou feliz por longos anos da minha vida, reacendeu minha paixão pela leitura com uma pira olímpica e que nunca mais vai se apagar. Triste: “O Chamado do Cuco”. Deu para perceber que J.K Rowling é minha rainha absoluta, mas seu romance adulto me decepcionou. Eu esperava muitoooo mais desse livro por ser dela, e descobrir o assassino logo de cara não me deixou nem um pouco contente. Não gostei.


Bom, gente... E vocês? Quais os livros opostos que vocês tem na estante? Fala aí pra gente! 
Beijos,
Malu e Ju

Comentários

  1. Simplesmente adorei a Tag e fiquei respondendo aqui mentalmente!

    Me identifiquei com a Malu, a maioria dos meus livros são presentes e presentes do meu namorado! kkkkkk

    Adorei conhecer o blog e já estou seguindo!

    Se quiser conhecer o meu blog também, só dar uma passadinha no
    Estandy Books - A Estante da Andy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda ao nosso cantinho, Andy!
      Pode deixar que vamos visitar o seu também!
      Obrigada por comentar e volte sempre!

      Excluir

Postar um comentário