12 de janeiro de 2015

Desejo até demais - Resenha de "Desejo à Meia Noite", de Lisa Kleypas



Título: Desejo à Meia-Noite (Mine Till Midnight)
Autor: Lisa Kleypas
Tradução: Livia de Almeida
Editora: Arqueiro
272 páginas
Livro 1 da série Os Hathaways

Sinopse: Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos – uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos. Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos. Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?

Quase desisti de fazer a resenha deste livro. Por quê? Não sei. Acho que ele não me convenceu muito em sua trama central, porém o desejo de saber da continuidade de outros personagens que não os principais me fez persistir e vai me fazer ler os livros seguintes apesar deste primeiro não ter me encantado tanto.
Amelia Hathaway é a mocinha típica de romances de época: de gênio forte e que não pretende se curvar às dominações de um homem. E claro, que ela vê tudo isso desmoronar quando se depara com o sedutor, enigmático e meio cigano Cam Rohan. Desde o primeiro momento em que se encontram, a atmosfera do desejo envolve os dois e a partir daí se tornam inevitáveis as faíscas cada vez que os dois se encontram. E claro, cada um torcendo para evitar se encontrar com o outro o máximo possível.
Vamos aos problemas: Não gostei da forma como as coisas aconteceram entre os dois protagonistas. Achei que tudo foi rápido demais, muito atropelado.
Não gostei do apelo sexual da trama. Claro que a gente quer momentos quentes entre os casais, mas creio que por ser uma trama de época, o negócio foi quente demais. O comportamento de Amelia nesse aspecto, destoa totalmente da sociedade da época e de todo o restante de seu comportamento em geral. Achei que não combinou.
Por Cam ser meio cigano, sei lá, esperava um personagem mais sedutor, mais altivo, mais envolvente... Não me cativou.
A autora quis apresentar toda a família neste primeiro livro e acredito que, por causa disso, desfocou um pouco do casal principal, o que acabou atrapalhando o envolvimento do leitor com os dois.
O que gostei: As histórias paralelas (elas atrapalharam o casal principal, mas pelo menos se mostraram mais interessantes) - estou louca para saber o que vai acontecer com a irmã de Amelia, Win e seu amor "proibido". E também como Leo vai superar suas crises e voltar a ser o cavalheiro distinto que fora outrora. Por essas e outras vou continuar lendo a série, embora Amelia e Cam não tenham arrebatado meu coração.
A leitura no começo foi bem lenta, mas no final foi muito rápida. Então é um livro bem bipolar neste aspecto. haha
Sendo assim, volto a falar dos Hathaways assim que conseguir ler o segundo volume da série, o que não sei quando vai ser, já que tenho uma pilha de livros esperando para serem lidos - e mais alguns para chegar - então, pode ser que demore um pouquinho. Mas eu volto!
Por enquanto é só!
Até a próxima!!



4 comentários

  1. Nossa qe livro bom eu já tinha ouvido falar mais nunca tinha me interessado em ler...
    é muito bom
    Abraços


    http://www.umcontoliterario.com/2015/01/os-melhores-filmes-para-assistir-nas.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É interessante. Agora quero ler o resto da série.
      Bem vindo ao nosso cantinho!
      bj

      Excluir
  2. Olá,
    gosto da série, me faz rir, mas meu livro preferido é mesmo o da Poppy. O da Win eu acho até meio chato.
    mas esse eu até curto. Esses novos romances nada mais são que aqueles antigos romances de banca, só que com cara de livros de livraria ahahahahah, mas vc deve ser muito nova para lembrar deles srsrsrs, eu já sou meio véia
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha
      Li bastante desses romances de banca, posso te garantir! E sim, esses novos romances são aqueles de banca com capas mais bonitas e vendidos nas livrarias!
      Tô lendo o da Win e vamos ver aonde ele me leva.
      Obrigada por comentar e bem vinda!
      bj

      Excluir