16 de junho de 2015

Conhecendo Jane - Resenha de "Jane Austen: Uma Vida Revelada", de Catherine Reef




Título: Jane Austen: Uma Vida Revelada (Jane Austen - a life revealed)
Autor: Catherine Reef
Tradução: Kátia Hanna
Editora: Novo Século
220 páginas

Quando eu ganhei este livro de aniversário lá em fevereiro, eu já achei ele lindo. Gente, olha para ele, tem como não achar esse livro lindo? Uma riqueza de detalhes. uma delicadeza e uma capa linda, combinação perfeita de cores... Me apaixonei. Não preciso citar que o fato de ser uma biografia de Jane Austen foi o primeiro motivo que me fez amá-lo. Não sou muito fã de biografias, como já disse aqui, mas se tratando desta mulher, qualquer resquício ou indício desperta minha atenção.
Demorei para ler porque fiquei com medo de abrir, li ele quase fechado, com medo de abrir demais e causar algum dano de tão lindo e delicado que ele é.

Contracapa


Este livro conta, como o próprio título já diz, a história da vida de Jane Austen, essa escritora maravilhosa, que nos deu de presente o amor de nossas vidas: Mr. Darcy. Lendo sua história, pode-se perceber que ela era uma mulher muito observadora e que tirava de suas experiências do dia a dia, a fonte de inspiração para seus livros.


"...tia Jane era inteligente demais para não esconder os possíveis sinais de 'mediocridade" ... e aprender sozinha a ser mais refinada." p.98

 Há mesmo uma parte onde a autora Catherine Reef, compara em que parte de cada uma de suas obras, está a semelhança com os acontecimentos de sua vida.
Podemos conhecer detalhes que jamais poderíamos imaginar, saber mais sobre sua mal sucedida história de amor, de onde veio a surgir o fato de que ela dizia que todas as suas personagens seriam felizes, de uma maneira que ela mesma jamais foi.


"Jane trabalhava na pequena mesa da sala onde ficava o piano. No entanto, mantinha sua atividade de escritora escondida dos criados e dos vizinhos e corria para ocultar o manuscrito quando alguém entrava no cômodo." p.116

Conhecemos sua infância e juventude, seus pais, seus familiares, seus irmãos, cunhadas e sobrinhos e a relação profunda de amor e amizade que ela tinha com sua irmã Cassandra. Vemos a dificuldade que ela enfrenta por ser mulher e escritora, quantas negativas suas obras primas receberam por simplesmente terem sido escritas por uma mulher. Como era difícil na sociedade daquela época, optar por esse caminho.

"Sou a mulher mais desinformada que já ousou ser autora." p.165

Há capítulos dedicados à descrição de cada obra, seus personagens e as impressões que seus livros causaram nas pessoas que os leram assim que foram publicados. E há também as opiniões da própria Jane sobre seus livros.

Darc e Elizabeth versão 2005


Há fotos de cartas que ela escreveu e até mesmo de seu testamento, onde dá até para gente ler uns pedacinhos.
Enfim, não tem muito o que falar além de que este livro é lindo e que todo fã de Jane Austen deve tê-lo na estante. É um livrinho pequenininho e, no entanto, abriga um tesouro sem tamanho entre suas páginas. Vale muito mais que a pena.

Reprodução do testamento de Jane Austen


Por hoje é só!
Até a próxima!

Nenhum comentário

Postar um comentário