Resenha + Sorteio - "Em Busca das Borboletas" - Margarida Pizarro - Parceria com a Chiado Editora




Título: Em Busca das Borboletas (dois volumes)
Autor: Margarida Pizarro
Editora: Chiado
Volume I - 442 páginas
Volume II - 450 páginas


Olá pessoal!

Venho hoje apresentar a vocês, minha primeira resenha de parceria.
Trata-se do livro "Em Busca das Borboletas", dividido em dois volumes, da autora portuguesa Margarida Pizarro.

A história gira em torno de Maria Mendes, uma luso americana que sonha em conquistar seu espaço numa revista de moda. Ela vive em Nova York com suas duas amigas inseparáveis e tem uma vida aparentemente regrada, até que em seu caminho aparece Dale Sloan e vira tudo de pernas para o ar.
Vamos às minhas opiniões:

O primeiro volume nos apresenta os personagens, nos conta brevemente suas histórias, seus sonhos e suas lutas para conquistar seus ideais. Adorei a vibe de "O Diabo Veste Prada" que rola no começo, com a Maria querendo trabalhar em uma revista de moda, as descrições das roupas magníficas e ensaios fotográficos e até mesmo uma "Miranda" para botar defeito em tudo.

Não gostei de muitas coisas na Maria, meu balanço final depois de ler os dois livros é que não simpatizei com ela. Acabei gostando mais das amigas do que dela. Sei lá, tinha horas que ela chegava a me irritar de tanta infantilidade.

Também acabei não simpatizando totalmente com o Dale. No início, Maria se envolve com outro personagem que eu achei milhas de distância mais interessante do que ele. A atração entre os dois foi muito mais envolvente para mim do que a atração entre Maria e Dale. Para dizer num vocabulário mais simples, o outro personagem tinha pegada e o Dale para mim, não tem. 

"Eu sei que ele é o sonho de qualquer mulher.Mas por que é que será que não consigo amar cegamente ao ponto de querer ser dele, inteira, completa?"

Gostei demais do fato de Maria ter uma playlist pronta para tocar a qualquer momento. Ela tem trilha sonora para tudo! Nisso me identifiquei com ela. E gostei porque a autora compartilha as letras com a gente! Muito bom.

"Mas ali, naquele momento, mesmo não querendo, eu sabia que iria amar aquele homem para sempre e, mesmo que encontrasse alguém um dia, nunca iria amar desta forma."

Outro ponto muito positivo é a amizade de Maria e suas "mosqueteiras" como elas mesmas se chamam, que são inseparáveis, aquele tipo de amiga que está ali, sempre presente, para o que der e vier.

"Era impressionante como nós tínhamos sempre conversa. A nossa amizade era tão pura, livre de qualquer mal entendido...  Era impossível conseguirmos ficar muito tempo umas longe das outras..."

No segundo livro, a história já está bem mais desenvolvida, Dale e Maria já passaram por diversos altos e baixos e estão retomando suas vidas juntos. Aí vem o que eu mais gostei na história toda: ação! Bastante ação durante esse imprevisto que acontece, onde Maria finalmente deixa de ser boba e mostra sua inteligência, onde os segredos da família da Dale são revelados e para mim, a história poderia ter acabado ali que já estava ótimo! Teria acabado perfeitamente, no clímax e com tudo resolvida. Mas... a autora achou que ainda havia pano para manga e continuou, e continuou, e continuou...

"Estou ansioso por poder passar o resto da minha vida ao teu lado. 
Hoje é apenas o início, princesa. Amo-te."

Aí para mim ela caiu naquele mesmo defeito da Lesley Pearse quando resolveu continuar "Belle": muito barulho para nada. Não tinha necessidade de tanta história, de ir tão longe assim, de acrescentar mais sofrimento além dos que a Maria já tinha passado e ainda chegar no final e decidir matar um pobre coitado de um personagem que tava lá quieto no canto dele sem fazer mal a ninguém. Achei totalmente desnecessário.

  1. "...meu sentimento de amizade era tão forte, que me fazia acreditar que até nas amizades existiam almas gêmeas. Mesmo conhecendo-a há pouco tempo, parecia que éramos amigas de toda uma vida, de tão bem que nos sentíamos juntas."


No geral o livro tem ótimos aspectos que poderiam ser bem mais aproveitados se fossem enxugados e colocados em um livro apenas que acabasse naquela parte que eu falei. Nem que a autora fizesse um apêndice do tipo "Alguns anos depois" e contasse como ficou a vida de cada personagem, sem precisar se estender tanto. A leitura seria menos cansativa. E olha que para mim, quanto maior o livro, melhor. Desde que se tenha história para te envolver durante todas as milhares de páginas e esse, infelizmente, não tem.

O final é previsível, bem ao estilo de comédia romântica.
A capa do livro é maravilhosa! Sem nenhuma crítica com relação a isso e o título do livro fica bem explicado pela personagem principal e suas reações.
O livro é escrito em português de Portugal e exceto algumas palavrinhas diferentes, não é nada que atrapalhe a leitura.
No mais, essa foi a minha impressão. As pessoas podem ter opiniões diferentes da minha ao lerem esse livro.


A Chiado editora disponibilizou para nós, um exemplar do primeiro volume do livro para sorteio e eu estou aqui estudando uma melhor maneira de fazer esse sorteio sem precisar utilizar o facebook, então assim que eu conseguir entender o Rafflecopter ou algum outro jeito de sortear, volto com informações atualizadas sobre como e quando se realizará esse sorteio.

Por enquanto é isso.
Até a próxima!

Comentários

  1. Oba!! Espero que consiga logo >.< vou querer participar

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que bolarmos o sorteio nós avisaremos num post, Clayci!
      Fique atenta! :)
      Obrigada pela visita! Beijos!

      Excluir

Postar um comentário